A Rampa da Ponta do Sol, prova organizada pela Secção de Automobilismo do Clube Desportivo Nacional, marcou a estreia de Daniel Marcos, na modalidade, tendo paulatinamente, aumentar o seu andamento, ao longo do dia de competição.

Em conversa com o FlatOutRalis.com, o piloto da Ribeira Brava referiu que a aposta no grupo X-Proto deveu-se “…ao facto de ser a forma mais económica e mais rápida para poder andar no top 10…”.

Aliando a oitava posição final, a sua participação “…foi especial, devido a ter conseguido chegar ao fim, embora tenha partido a transmissão na primeira subida de treinos, e só ter andado bem nas últimas duas oficiais, quando as condições climatéricas já não ajudaram a obter um melhor resultado. Em suma, foi um balanço positivo para a estreia...” acrescentou Daniel Marcos.

A terminar, os agradecimentos vão “…para todos os meus patrocinadores, o meu irmão Abel Silva, que é o braço direito deste projeto, os amigos e família que me apoiam imenso…”.

No dia 7 de março, a competição do Troféu Regional de Rampas – AMAK regressa à estrada, com a realização da Rampa da Camacha.