Dos 59 que partiram para a prova organizada pelo Club Sports Madeira, dezoito acabaram por não conseguir terminar o Rali Vinho Madeira.

Foram os casos de Rui Pinto (desclassificado por má leitura do «roadbook»), Nuno Ferreira (avaria mecânica), Pedro Paixão (problemas de motor), Gil Freitas (despiste), Roberto Martins (avaria mecânica), José Paula (avaria mecânica), João Figueiredo (avaria mecânica), Diogo Camacho (motor partido), Paulo Nunes (avaria mecânica), José Jarimba (despiste), Eduardo Veiga (avaria mecânica), Vasco Silva (avaria mecânica), Miguel Andrade (avaria mecânica), Belarmino Sousa (transmissão partida), Filipe Silva (caixa de velocidades), Tiago Neves (falta de travões), Miguel Gouveia (avaria mecânica) e Eduardo Alves (avaria mecânica).